Logon
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
Comentário sobre o Check-in
Comentários
Comentários do Aprovador
  
  
  
Conteúdo Accordion #01
Conteúdo Accordion #02
Conteúdo Accordion #03
Conteúdo Accordion #04
Conteúdo Accordion #05
Conteúdo Accordion #06
Conteúdo Accordion #07
Conteúdo Accordion #08
Conteúdo Accordion #09
Conteúdo Accordion #10
Conteúdo da Página
  
  
  
  
  
Editar
  
  
Imagem Cumulativa
Imagem de Página
  
  
Legenda da Imagem
Links de Resumo
Links de Resumo 2
  
  
  
  
  
  
  
  
Resumo
  
  
Tipo de Conteúdo
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
onu-lanca-campanha-na-america-latina-sobre-direitos-dos-jovens-com-deficiencia.aspx
  
18/01/2019 13:34Conta de SistemaCanceladoDefesa de Direitos
00Saulo Mendonça

​​​Em Santiago, no Chile, a enviada especial do secretário-geral da ONU para deficiência e acessibilidade, María Soledad Cisternas, lançou neste mês (11) uma campanha global sobre os direitos das crianças e adolescentes com deficiência. Apresentada na sede da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), a iniciativa alerta para a exclusão desses jovens e também para episódios de abuso vividos por essa parcela da população.

Durante evento que reuniu parlamentares e ministros da Corte Suprema, Cisternas ressaltou que mais de 1 bilhão de pessoas têm uma ou mais formas de deficiência em todo o mundo. “A deficiência não reconhece cores políticas, a deficiência é de todos e de todas, daqueles que têm alguma deficiência e dos que não têm deficiência”, disse a especialista, lembrando a importância de que toda a sociedade se engaje na promoção dos direitos desse grupo.

 

Saiba mais.

14/01/2019 19:30Saulo Mendonça14/01/2019Sim 95
APAE - Notícias
onu-lanca-campanha-na-america-latina-sobre-direitos-dos-jovens-com-deficiencia.aspxonu-lanca-campanha-na-america-latina-sobre-direitos-dos-jovens-com-deficienciaNãoNão
Aprovado5 KB APAE - NotíciasONU lança campanha na América Latina sobre direitos dos jovens com deficiência2.0
primeiro-relatorio-da-onu-sobre-deficiencias-e-desenvolvimento-aponta-lacunas-na-inclusao.aspx
  
08/01/2019 17:42Conta de SistemaCanceladoInclusão
00Saulo Mendonça
As Nações Unidas lançaram na segunda-feira (3) seu primeiro relatório sobre deficiência e desenvolvimento, publicado por, para e com pessoas com deficiências na esperança de promover sociedades mais acessíveis e inclusivas. No mundo, existem mais de 1 bilhão de indivíduos com deficiência.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, explicou que o relatório “mostra que pessoas com deficiências estão em desvantagem” no que diz respeito à maioria dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Essas metas formam um conjunto ambicioso de compromissos para acabar com a pobreza e a fome, garantir educação e saúde de qualidade para todos, eliminar a violência contra as mulheres e reduzir desigualdades até 2030.

“Em muitas sociedades, pessoas com deficiências frequentemente acabam desconectadas, vivendo em isolamento e enfrentando discriminação”, acrescentou Guterres.

08/01/2019 17:39Saulo Mendonça08/01/2019Sim 94
APAE - Notícias
primeiro-relatorio-da-onu-sobre-deficiencias-e-desenvolvimento-aponta-lacunas-na-inclusao.aspxprimeiro-relatorio-da-onu-sobre-deficiencias-e-desenvolvimento-aponta-lacunas-na-inclusaoNãoNão
Aprovado5 KB APAE - NotíciasPrimeiro relatório da ONU sobre deficiências e desenvolvimento aponta lacunas na inclusão1.0
apae-de-sao-paulo-e-signataria-de-manifesto-em-prol-da-garantia-de-direitos-das-pessoas-comdeficiencia.aspx
  
22/12/2018 13:18Conta de SistemaCanceladoDefesa de Direitos
00Saulo Mendonça

​​Na tarde de ontem (20/12), foi entregue à futura ministra de Direitos Humanos, Damares Alves, manifesto em defesa de direitos já garantidos na LBI - Lei Brasileira da Inclusão e na Convenção dos Direitos das Pessoas com deficiência da ONU. O documento, assinado pela APAE DE SÃO PAULO e outras entidades brasileiras, com o apoio de organizações internacionais, tem como objetivo mostrar à Damares que pessoas com deficiência já possuem diversos direitos garantidos por lei e incidir junto ao novo Governo que os assegure, sem permitir retrocesso algum. 


A Rede Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, como é intitulado este grupo composto pelas entidades e coletivos vinculados à causa, signatários do documento, definiu diversas premissas essenciais à efetivação dos direitos assegurados, no ordenamento jurídico brasileiro, às pessoas com deficiência. São temas em Saúde, Educação, Trabalho, Esportes, Lazer, essenciais para a inclusão total na sociedade e sem preconceito.

“Nossa bandeira, há mais de 10 anos, é dar todo o apoio necessário para que a pessoa com deficiência intelectual possa viver de forma inclusiva no mundo. Acreditamos que o nosso papel é contribuir para a construção de um novo paradigma, onde a inclusão seja cada vez mais natural e efetiva. Agora, ao lado das demais organizações e tendo como foco a garantia destes direitos, queremos propagar ainda mais o tema, defendendo direitos já conquistados”, afirma Aracélia Costa, superintendente-geral da APAE DE SÃO PAULO.

Acesse na íntegra o manifesto em http://bit.ly/2AcEXTK


Sobre a APAE DE SÃO PAULO

A APAE DE SÃO PAULO é uma Organização da Sociedade Civil, sem fins lucrativos, que há 57 anos previne e promove a saúde das pessoas com deficiência intelectual, além de apoiar a sua inclusão social e a defesa de seus direitos, produzindo e disseminando conhecimento. Atua desde o nascimento ao processo de envelhecimento, propiciando o desenvolvimento de habilidades e potencialidades que favoreçam a escolaridade e o emprego apoiado, além de oferecer assessoria jurídica às famílias acerca dos direitos das pessoas com deficiência intelectual. Pioneiro no Teste do Pezinho no Brasil e credenciado pelo Ministério da Saúde como Serviço de Referência em Triagem Neonatal, o Laboratório APAE DE SÃO PAULO é o maior da América Latina em exames realizados. Por meio do Instituto de Ensino e Pesquisa APAE DE SÃO PAULO, a Organização gera e dissemina conhecimento científico sobre deficiência intelectual com pesquisas e cursos de formação. Para colaborar, os interessados podem ligar para: 11-5080-7000, acessar www.apaesp.org.br ou enviar e-mail para atendimento@apaesp.org.br.




Informações para imprensa
Grupo CDI – Comunicação e Marketing
Flávia Tavares (11) 3817-7915 – flavia@cdicom.com.br 
Cláudia Santos (11) 3817-7925 – claudia@cdicom.com.br

22/12/2018 00:56Saulo Mendonça21/12/2018Sim 93
APAE - Notícias
apae-de-sao-paulo-e-signataria-de-manifesto-em-prol-da-garantia-de-direitos-das-pessoas-comdeficiencia.aspxapae-de-sao-paulo-e-signataria-de-manifesto-em-prol-da-garantia-de-direitos-das-pessoas-comdeficienciaNãoNão
Aprovado8 KB APAE - NotíciasAPAE DE SÃO PAULO é signatária de manifesto em prol da garantia de direitos das pessoas com deficiência6.0
apos-recusa-de-cartorios-casal-com-deficiencia-intelectual-consegue-uniao-civil.aspx
  
05/12/2018 20:01Conta de SistemaCanceladoDefesa de Direitos
00Saulo Mendonça

SÃO PAULO - No dia do casamento de Priscilla e Binho, uma garoa chata caía sobre São Paulo. Embora estivesse ansiosa na noite anterior, a noiva acordou faltando apenas uma hora para a cerimônia, arrumou-se às pressas e chegou atrasada ao cartório de Santana, na zona norte, para sofrimento do noivo que, empacotado em roupas sociais e visivelmente nervoso, checava o relógio de pulso a cada instante.

Eram 9h17 de sábado quando Priscilla apareceu toda de branco, levantando a barra do vestido para não molhar. Com o cabelo ornado por uma coroa de noiva, entrou na recepção segurando um buquê com flores de plástico. Chamava atenção por ser a única vestida dessa forma no cartório. “Olha só que linda”, elogiou uma convidada.

Entre os presentes, o matrimônio era tratado como uma vitória. Namorados há 21 anos e noivos há dois, Priscilla e Binho têm deficiência intelectual, cujas causas nunca receberam diagnóstico. Ela tem 40 anos e aprendeu a ler e a escrever. Ele, com 51, nem isso. Embora trabalhe como empacotador em um supermercado, não consegue administrar o próprio dinheiro.


Confira a matéria completa no site do Estadão.

05/12/2018 19:50Saulo Mendonça29/11/2018Sim 92
APAE - Notícias
apos-recusa-de-cartorios-casal-com-deficiencia-intelectual-consegue-uniao-civil.aspxapos-recusa-de-cartorios-casal-com-deficiencia-intelectual-consegue-uniao-civilNãoNão
A APAE DE SÃO PAULO, por meio de sua área de Advocacy e do seu Serviço de Defesa e Garantia de Direitos, conquistou o direito – previsto pela Lei Brasileira de Inclusão – ao casamento de duas pessoas com deficiência intelectual.
Aprovado6 KB APAE - NotíciasApós recusa de cartórios, casal com deficiência intelectual consegue união civil1.0
1 - 4Próxima

Rua Loefgren, 2109
Vila Clementino
São Paulo, SP - Brasil
CEP 04040-033

+55 11 5080 7000

Feito com pela Mult-Connect